domingo, 11 de maio de 2008

em cena: a anorexia bovina

mês de maio não bastava ser friorento, tinha que ter esto quê a little bitch conturbado.

alguns contrapés locais tão aparecendo no set e espero com todo otimismo do mundo que esses obstáculos não interfiram em absoluto-nada no resumo da ópera.

natural; mistério sempre há de pintar por aí.

sigo na minha melhor performance hulk, dando meus pulos verdes.

deus está solto (vai que é sua caetano!), e sendo assim, deixo aos que vem acompanhando o trajeto do blogue, mais uma iguaria velharia do meu baú pessoal de coisas sobre a flip; um relato salomonicamente dividido que joguei no overmundo em julho do ano passado.

ler:

Interlúdico cultural pt.1 et Interlúdico cultural pt.2

ré bicho, encher linguiça pra audiência não cair na desgraça.

de resto: sorte, arruda e sucesso pra nozes!

Um comentário:

  1. é no meio da bagunça que a gente se acha.
    e arruda não falta.
    bj!

    ResponderExcluir